Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Comida di Buteco 2013 - Agosto Butiquim

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato
 
O Agosto Butiquim é um bar que beira a excelência, em todos os seus aspectos, e até por isso costuma receber ótimas colocações no Comida di Buteco, bem como premiações pela crítica especializada. Durante a edição de 2013, por incrível que pareça, não foi possível notar tão claramente este traço do bar. O atendimento, impaciente, e a temperatura da cerveja (Original a R$ 7,00, sem os rótulos clássicos), apenas fria, sucederam a fila de espera confusa, que não levava informação aos que aguardavam. Um mau dia, certamente, considerando a história e a qualidade deste renomado bar.

Avaliando o prato “Parada 298 - O melhor pão com linguiça da cidade” (dueto de linguiças com maxixe, mini pão e dedos de mandioca frita, acompanhados por trio de molhos), é certo que a sua inspiração se deu a partir dos inúmeros pães com linguiça presentes nas rodovias de Minas. Buscaram, acredito, fazer algo mais delicado, utilizando-se de deliciosa linguiça suína fininha, esta com o diferencial de ser acompanhada por maxixe. Os pães variam entre mini pães de sal e mini ciabattas, e o molhos, roti e vinagrete, agregam. O de maionese, por sua vez, é dispensável. A mandioca frita, servida em saquinho como nos lanches de beira de estrada, pecou por estar encharcada.


 Tendo dito sobre cada item do prato, e procurando fazer um balanço final, entendo que o maior problema do prato tenha sido justamente o que deveria ser o maior trunfo. Pão com linguiça não pode ser requintado e delicado. É comida de glutão, para se encher a boca, e deve ser substancioso. Ainda que o petisco não credencie o Agosto ao caneco, o bar não sofre risco de descenso.

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

Comida di Buteco 2013 - Ali Ba Bar

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato

O Ali Ba Bar funciona na “Praça da Poeira” desde a década de 60, e ao longo dos seus quase 50 anos, já teve vários donos. Sob a batuta da atual administração, o boteco participa desde o ano passado, e para 2013 se inscreveu com o Combinado Mineiro (dupla de bolinhos acompanhada de panceta e Tapioca mineira). Os torresmos incluídos no prato são de ótima qualidade, e já figuram no cardápio regular do boteco. Os criativos bolinhos de tropeiro são mais saborosos que os de arroz com queijo, ligeiramente insossos. Ambos pecam na quantidade. Já a tapioca, recheada de queijo e coberta por melaço de rapadura, é inusitada e apetitosa.

Falando dos itens secundários, ressalto antes de tudo o atendimento, que melhorou sobremaneira após a substituição de alguns dos garçons, e se destaca como um dos melhores do ano. Para o período de CdB foi elaborado um cardápio mais enxuto, que excluiu não apenas as cervejas clássicas em favor das “premium” (Original e Serramalte a R$ 7,00), como também a tradicional Xuranha. Seja como for, todas as garrafas levadas à mesa eram geladinhas.

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Comida di Buteco 2013 - Bar do Doca

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato

O Bar do Doca tem várias participações no Comida di Buteco, e é o único boteco que já recebeu o público em três diferentes endereços. O primeiro foi o da Av. Silva Lobo, o qual posteriormente cedeu lugar à filial do Gutierrez, que por sua vez fechou as portas em dezembro para a inauguração da unidade atual. Inaugurada em março deste ano, ocupa uma grande casa na esquina da Rua Cuiabá com a Rua Aristóteles Caldeira.  O ambiente se mostrou muito interessante, com vários ambientes e ótimos banheiros, e o tradicional boteco merecerá uma resenha específica sobre o novo ponto, em breve.


Falando sobre a “Costela Exibida e suas empadocas” (costela de boi com empada de mandioca recheada com lingüiça), é um prato que de início já chama a atenção, pela fartura. A costela bovina é assada em papel alumínio, conforme mostrado pela Chef Denise, indo ao bafo posteriormente. Este processo assegurou que a carne se desmanchasse na boca, mas não garantiu que o tempero se distribuísse de forma homogênea. As criativas empadas de mandioca recheadas com linguiça, por sua vez, se mostraram menos saborosas do que o esperado. Vale ressaltar, para quem ainda não viu mais do que a foto oficial, que se trata de uma empada aberta, já que na prática o quitute não recebe a “tampa”.

Para acompanhar o prato, cervejas premium apenas (Original a R$ 6,50), já que as clássicas como Antarctica ou Skol foram retiradas dos congeladores. Por fim o atendimento, que manteve parte da equipe do antigo endereço, se mostrou esforçado.

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

Comida di Buteco 2013 - Patorroco

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato
Participando do Comida di Buteco desde 2006, o Patorroco apresenta um histórico de pratos ousados, e tem na inventiva cozinha o seu maior trunfo. É o atual campeão do evento, e em 2013 volta a se credenciar ao posto, com o Koninguiça (mini cones com ragú de linguiça calabresa e molho de gorgonzola). Servido em recipiente especialmente preparado para receber o quitute, tem os canudinhos recheados com delicioso ragu, cobertos pelo creme de gorgonzola e acompanhados por honesto molho picante. Uma combinação equilibrada e criativa, que certamente dará mais um bom resultado ao bar.

Falando sobre os itens secundários, também não há do que reclamar. O atendimento foi razoável, a higiene estava muito boa e a cerveja gelada. O único porém é a restrição aos rótulos clássicos de cerveja, com a mais barata das que são comercializadas (Original) custando R$ 7,50.

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Comida di Buteco 2013 - Bar da Claudinha

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato

O Bar da Claudinha ingressou no evento em 2012, ano em que arrancou elogios pelos mais variados aspectos. Regressando para a presente edição, mostra que boa estrutura foi mantida, com fila de espera organizada, banheiros limpos e bom atendimento. Outro ponto positivo é a presença das cervejas clássicas, a exemplo da Brahma (R$ 5,40).

Créditos da Foto: Mateus Ferreira

Registrando as impressões sobre o “Prazeres de Minas” (linguiça ao molho tropical, guarnecido de mandioca em manteiga composta e salsa criolla), trata-se de um prato que eu já havia experimentado, mas quis levar alguns parentes para conhecerem. Não supera o delicioso Divina tentação (carne cozida, batatas coradas e salada de queijo com tomate), que foi a nossa segunda pedida da noite da visita. De toda forma, recebemos em nossa mesa, novamente, mandiocas macias e bem temperadas (apesar de ligeiramente frias nas bordas), e uma linguiça de ótima qualidade, cujo pecado único foi a diminuta quantidade. O molho chimichurri e a salsa criolla com certeza agregam em sabor.

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

Comida di Buteco 2013 - Peixe Frito

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato

O Peixe Frito é um bar reconhecido pela excelência em atendimento e cerveja gelada, aspectos estes que são notáveis inclusive durante o disputado evento. No dia da minha visita, que aconteceu em uma quarta-feira, não foi diferente, e a isso acrescento a limpeza dos banheiros. Pecou por retirar das prateleiras as cervejas clássicas, comercializando a linha premium por R$ 7,10 em diante (Original).

Falando agora sobre o prato Trilha Mineira (bolinho de mandioca, torresminho de peixe e linguiça aperitivo, acompanhados de molho de limão e molho de gengibre), entendo que esteja um pouco abaixo das criações anteriores. O torresminho de peixe é interessante, o bolinho de mandioca apenas razoável, e a linguicinha industrializada não me convenceu. O molho de gengibre é cheio de sabor, mas no segundo molho pouco se viu além de maionese.

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Comida di Buteco 2013 - Bar do Dedinho

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato

O Bar do Dedinho participou do evento durante quatro anos seguidos, de 2008 a 2011, e regressa depois de uma breve ausência, no ano de 2012. Para a edição 2013, a cozinha investiu pesado na apresentação do prato, onde os itens se distribuem pelos “vagões” do Trem das Cinco (linguiça de vitelo ao molho de mostarda com mel, torresmo de barriga, bolinho de mandioca recheado com linguiça e queijo, palitos de queijo empanados e purê de mandioca). O torresmo de barriga estava muito bom, e o purê saboroso e consistente, mas o maior destaque foi o queijo paxá. A linguiça aperitivo é apenas razoável, e nos bolinhos de mandioca não observei a presença de recheio, mas de um modo geral, a criação acompanha bem uma cervejinha.


Quanto aos demais itens, destaco o bom ambiente e o banheiro amplo e limpo. Dentre as louras geladas, de início apenas a Bohemia e a Serramalte (R$ 6,80), mas depois também um balde com quatro garrafas de Original, que os garçons gentilmente deixaram repousando por meia hora no congelador. Já a Brahma, a Antarctica e a Skol foram retiradas do cardápio durante o concurso.

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

Comida di Buteco 2013 - Curin Bar

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato

O Curin Bar é dos mais tradicionais botecos dentro do concurso, e possivelmente já tenha dez participações na bagagem. Ao longo de tanto tempo, já recebeu premiações pela temperatura da cerveja, e da mesma não mais existir, as garrafas permanecem geladinhas. O atendimento também não deixa a desejar, e o ambiente que já era simpático, ficou ainda melhor depois de reforma acontecida há pouco mais de um ano. Melhor ainda se o cliente conseguir alguma das mesas no passeio.

Avaliando o Caracossol (carne de sol encaracolada na linguiça acompanha por molho com maionese e creme de abacaxi apimentado), vendido a R$ 22,90, trata-se de prato acima da média dentre os demais encontrados no concurso. Pecou apenas nos “caracóis”, que apresentaram bacon em substituição à prometida carne de sol, mas destacou-se pelas mandiocas fritas (que de nhoque nada tinham) e pelos bolinhos de carne espetados, que casaram bem com o molho de abacaxi apimentado. Já o segundo molho, de maionese, é dispensável.

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Comida di Buteco 2013 - Recanto da Macaca

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato

Com um prato que não foi nenhum consenso, composto por oito bolinhos de carne recheados com queijo, o bar Recanto da Macaca ingressou no Comida di Buteco em 2012. Retornando neste ano, o botequim mostra que não apenas aprendeu a lição, mas que veio para brigar pelo caneco. A MACACAxeira da Sorte (Dadinhos de macaxeira com ragú de linguica e molho especial, R$ 22,90) não é uma comida de boteco no seu estilo clássico. Trata-se de uma criação mais elaborada, concebida pelo Chef Leandro Garandy, mas que sem dúvida alguma acompanha muito bem a cerveja gelada. Tem dadinho de linguiça, de carne de costela bovina, de mandioca e de queijo coalho com melaço de rapadura. Um mais delicioso que o outro, servidos em porção que atende duas pessoas com tranquilidade. No meio, o molho à base de maionese que parece ter se tornado obrigatório na presente edição, neste caso com pimenta dedo de moça e alcaparras.

Se o petisco já garante o sucesso do bar no quesito sabor, para os três itens secundários a história não é diferente. A cerveja é geladíssima, a higiene impecável, e o atendimento dos mais simpáticos. Isso pra não dizer do convidativo ambiente, que não é item de avaliação, mas que torna cada estada ainda melhor.

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

Comida di Buteco 2013 - Escritório da Cerveja

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato

A nossa experiência no Escritório da Cerveja durante o Comida di buteco 2013 foi como uma comédia romântica, com momentos de tensão, mas um final feliz. Chegamos exatos 5 minutos após o horário anunciado para a abertura, mas já encontramos todas as mesas de frente ocupadas. Para que abrissem novas mesas no passeio ou no quintal, tivemos de esperar algo em torno de meia hora, e fomos obrigados a beber a uruguaia Norteña em – pasmem – copo de plástico.

Depois de devidamente acomodados, a história mudou. Por mais que o preço da cerveja seja incompatível com a região do bar (a partir de R$ 7,40 a Original), ela estava gelada e foi servida em um balde com gelo. Os garçons trabalharam dentro da qualidade esperada, e a permanência na calçada da avenida voltou a ser das mais agradáveis.


Sobre o prato Costela do Chefe (costela de porco no bafo com abacaxi e molho agridoce acompanhado de mandioca), este segue o mesmo formato que o bar adota desde 2011, apresentando uma grande peça de carne escoltada por itens à base dos ingredientes do ano, além do molho agridoce que parece ser sempre o mesmo. A costela, cujo tamanho  e  a presença do abacaxi são inferiores ao prometido na foto, atende de duas a três pessoas.  Mesmo tendo sido servida ligeiramente crua por dentro, trata-se de uma carne saborosa. A deliciosa mandioca, por sua vez, desmanchava-se de tão macia, e o tradicional molho agridoce da casa não tem erro: é feijão sem bicho.

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

Comida di Buteco 2013 - Dona Suica

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visitá-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato


No Dona Suica nós estivemos, pela primeira vez, uma semana antes do Comida di Buteco ter início. Na ocasião não havia cerveja gelada, o que nos empurrou para o boteco vizinho, porém não deixaríamos de voltar para conferir o seu convidativo prato. Foi o que fizemos no primeiro domingo de evento, quando chegamos pouco depois do meio dia, e pudemos constatar que estavam escondendo o ouro. Apesar da restrição para as cervejas clássicas, a Original estava geladinha, o atendimento foi bem treinado, e a infraestrutura ampliada, com um banheiro masculino maior e dois toaletes femininos.

O Lombo Arrumadinho com Maria Gondó (lombinho recheado com linguiça caseira e acompanhado com farofa de maria gondó), vendido a R$ 22,90, só contribuiu com as boas impressões. A carne, macia e com o tempero no ponto certo, é bem acompanhada pela farofa da folha exótica. Apesar de não constar na descrição, há também um molho de framboesa, que é interessante apesar de um ligeiro excesso de caldo Knorr. Em sua primeira participação, o Dona Suica já mostrou que tem qualidade o suficiente para manter-se no concurso.

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.


domingo, 21 de abril de 2013

Comida di Buteco 2013 - Geraldim da Cida

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato

O Geraldim da Cida ingressou no Comida di Buteco em 2005, esteve alguns anos fora do evento, e retornou em 2011. Legítimo boteco, tem no amplo passeio da galeria onde se localiza um de seus maiores atributos. O atendimento dos garçons temporários não estava tão afinado no dia da visita, mas isso não impactou tanto no horário em que lá chegamos, quando a lotação estava pela metade. A temperatura da cervejas, vendidas a partir de R$ 5,50 (Brahma) também não decepcionou.


Quanto ao Dona Flor e seus dois Maridos (pernil ao molho de salsão, alho poró, tomate, ervas, carne de sol no azeite e mandioca cozida no alho e molho de maçã), vendido a R$ 22,90, destaque-se antes de tudo a apresentação bem diferente da foto oficial. No que se refere ao sabor, as duas carnes estavam razoáveis, mesmo em temperatura apenas morna. Podem ser regadas no interessante molho de maçã com cravo, ou no insípido e pouco espesso molho de mandioca. Já a raiz cozida em pedaços, por sua vez, foi levada macia e quetinha.

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

Comida di Buteco 2013 - Bar do Véio

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato

O Bar do Veio, que depois de algumas reformas é hoje um dos maiores dentre os participantes, é tradicional no evento, e já se sagrou campeão em 2007.  O seu forteo os combinados de dois ou três itens, acompanhados de algum molho. Sempre bem apresentados, dois ou três anos já não convencem tanto no quesito sabor. Na presente edição, quando concorre com o Tropa Mineira (linguiça de arroz carreteiro com croquete de mandioca), não foi diferente.

A criativa proposta de se apresentar uma linguiça de arroz de carreteiro não se revelou interessante na prática, inclusive por esta ter um aspecto de requentada. O croquete de mandioca nada mais é que mandioca processada, recebendo uma mínima quantidade de abóbora para dar cor. O molho agridoce que acompanha mostrou uma aparência diferente da prometida na foto oficial, e a linguiça à milanesa, por fim, seria o item mais razoável do prato.


Nos demais quesitos, como atendimento, temperatura da cerveja e higiene, não há do que reclamar. Já a imposição dos rótulos premium, com a mais barata delas custando R$ 7,40 (Original), merece um registro.

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.  

sábado, 20 de abril de 2013

Comida di Buteco 2013 - Mulão

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato

O Mulão, que participa do evento pela terceira vez, é um boteco que tem na cozinha um dos seus destaques, com direito a petiscos do dia e tudo mais! O seu ambiente é simples, porém aconchegante e com decoração que remete ao rock'n roll. Mesmo sendo pequeno, conta com a vantagem de ter dois banheiros femininos e dois masculinos.

Diferentemente da maioria dos integrantes, o Mulão não impôs nenhuma restrição às cervejas clássicas como a Brahma, que além disso estavam geladas e eram vendidas ao bom preço de R$ 5,50. O atendimento também fez bonito, e manteve o alto padrão de sempre.


Falando agora sobre o prato, o Caipira Atolado (linguiça de porco caipira com mandioca cozida passada na chapa na manteiga) foi aprovadíssimo no quesito sabor. Levado à mesa em uma criativa enxada, que alude à extração da mandioca, mostra-se audacioso pela escolha da linguiça caipira, item raro nas mesas da cidade grande. À parte, alguns interessantes complementos, dentre os quais eu destaco o delicioso alho em conserva.

Outras informações sobre o boteco, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Comida di Buteco 2013 - Casa Velha

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato

Participando pela segunda vez do concurso, e já tendo uma medalha de prata na bagagem, o Casa Velha ingressa em 2013 com um prato que vai dar trabalho à concorrência. Bem apresentado, foi batizado como "Três Mosqueteiros e suas fiéis manteigas" (Medalhão de linguiça de vinho com gengibre e pimenta rosa, cupim acebolado, polenta de mandioca, manteiga de alho, ervas e pimentão vermelho).


O medalhão de linguiça, pela combinação ligeiramente gordurosa, foi o que menos me agradou no prato. O cupim acebolado, por sua vez, é razoável, e a polenta de mandioca, além de criativa é deliciosa. Os três molhos, por fim, são bem executados, permitindo se sentir o sabor prometido a cada um deles.

Além da boa cozinha, o Casa Velha destaca-se também nos demais quesitos. O atendimento é simpático e eficiente, o ambiente muito interessante e a cerveja geladinha, apesar da restrição aos rótulos premium da AMBEV. Ainda que seja um bar recente no evento, mostra-se maduro e recomendado.

Outras informações sobre o boteco, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Comida di Buteco 2013 - João da Carne

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato

O João da Carne, terceiro estreante que visitamos, é um bar em funcionamento desde a década de oitenta, e inclusive já figura em nosso blog. Entendo que o custo-benefício sempre foi um dos grandes atributos deste bar, mas vejo que abriram mão desta característica em sua primeira participação no concurso, ao retirarem dos congeladores as cervejas clássicas em detrimento da Original a R$ 7,00. O atendimento, por sua vez, recebeu reforço de novos garçons, e foi satisfatório.
  


O petisco Sonho de noiva é composto por linguiça de carne de sol recheada com queijo coalho e linguiça de pernil, mandioca cozida no açafrão com creme de cebola, geléia e pimenta biquinho, e atende de duas a três pessoas. A primeira linguiça, saborosa e incomum, seria o grande destaque do prato, porém este foi servido em temperatura completamente inadequada. A mandioca não estava morna sequer, e a linguiça de pernil, muito inferior à que é oferecida no cardápio do bar, igualmente fria.

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas também aqui.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Comida di Buteco 2013 - Gabiroba Butiquim

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato

Dentre os oito estreantes, três se localizam na Regional Noroeste, e o Gabiroba Butiquim é um deles. Situado ao final da Avenida Padre Vieira, que por sua vez é continuação da Avenida Ressaca, o bar fica junto à uma praça. Seu ambiente é muito agradável, e em nossa mesa não apenas cadeiras, como também um sofazinho em sua cabeceira, junto ao cercado do boteco. Créditos para o amigo Demétrio, que a escolheu previamente.



Além da boa atmosfera, há que se destacar o atendimento e a temperatura da cerveja (Original a R$ 6,80), ambos satisfatórios. Mas, a exemplo dos bares já visitados anteriormente, levará o seu puxão de orelhas por não comercializar nenhuma das cerveja clássicas, como Brahma ou Antarctica.



Para concorrer no evento, inscreveu-se com o "Komi-keto", que é um combinado de três itens (linguiça de pernil defumada e empanada acompanhada com molho de laranja, mandioca cozida puxada na manteiga de garrafa com carne cozida no molho de vinho). Destaco a linguiça empanada pela criatividade, apesar da execução apenas mediana e a quantidade muito inferior à prometida, e o honesto molho de laranja. A carne cozida não apresentou a mesma qualidade, mas a mandioca puxada na manteiga de garrafa é uma delícia.



Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui

terça-feira, 16 de abril de 2013

Comida di Buteco 2013 - Tanganica Art Bar

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato

Para conhecer o Tanganica Art Bar, fomos no segundo dia de evento, em um sábado. Como se trata de um estreante no evento, compartilho aqui algumas fotos do seu ambiente, que é simples, porém aconchegante e com personalidade.


Aliado à interessante atmosfera, um atendimento dos mais cativantes, que levou à mesa cervejas em temperatura que não desapontam (R$ 6,80 a Original). O ponto negativo é a inexistência das cervejas clássicas nos congeladores da casa.


Falando do prato participante, este se chama Donna Angélica, (Bolinhas de mandioca recheadas com queijo, acompanhadas de linguiça de porco e guarnecidas com molho de mexerica). Menos inventivo do que a maior parte dos concorrentes, apresenta bolinhos saborosos e linguiça suína reduzida em vinho apenas razoável. O molho de maionese com tangerina, servido à parte, contribui.

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.


Outras Comidas de Buteco

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Hoje é muito conhecido na cidade, e isso acaba por afugentar a habitual clientela de bar, que não concorda com a profissionalização dos seus botecos prediletos.

Ciente disso, o blogueiro Augusto Borges idealizou o “Outras Comidas de Buteco”, que é simplesmente uma boa alternativa ao concurso. Para chegar à convidativa lista dos outros 45 bares, ele foi apoiado pelo Eugênio Raggi, pela Adriana Murta e por mim, amigos estes que têm trabalhado também na divulgação da boa nova.

No Outras Comidas de Buteco não há patrocínio, não há votação, e tampouco fila nos bares. Também não possui um site, e para aqueles que se interessaram pela ideia, compartilho aqui a nossa fan page. Nela já foi adicionado o mapa dos bares integrantes, sugeridos ao nosso bel prazer, e estão sendo incluídas informações sobre cada um deles.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Comida di Buteco 2013 - Carlão Rei do Churrasco

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato

No Carlão Rei do Churrasco, que participa pela terceira vez, o prato que concorre é o Lua de mel (Mandioca frita coberta com creme de requeijão, linguiça assada na brasa, ovos de codorna, cebola em flor e molho especial). A linguiça, suína, é de boa qualidade e, embora não descrito, recebe recheio de azeitonas.

A mandioca frita também não desaponta, a não ser pela fraca cobertura de creme de requeijão. A cebola, cozida, não arde e contribui. Já dos ovos de codorna e dos tomatinhos foi esperado, certamente, que ajudassem na decoração. O molho de maionese com tomate, por fim, mostrou-se dispensável.

No geral é um prato bom e farto, que atende a não menos do que três pessoas, mas que derrapou na temperatura dos dois componentes principais, apenas mornos.

Falando dos itens secundários, o atendimento se mostrou bom, inclusive providenciando cervejas mais geladas quando reclamamos da sua temperatura. Não vende rótulos clássicos como Brahma e Skol durante o festival, e cada garrafa parte de R$ 6,80 (Original).

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

sábado, 13 de abril de 2013

Comida di Buteco 2013: Lista dos bares

Teve início em BH, no dia 12/04, a edição 2013 do Comida di Buteco. Desta vez são 45 bares participantes, quatro a mais do que na última edição, e o concurso irá até 12/05. Uma semana após, em 18/05, acontecerá a Festa Saideira, com shows e a participação de todos os botecos, além da aguardada premiação. Segue abaixo a lista dos bares, incluindo endereço, horário de funcionamento, telefone, além da nome, descrição e preço dos pratos.

Adega & Churrasco
Rua Maura, 120, Palmares. Telefone: 3088-1555. Horário: 17h/0h (sáb. 10h/20, dom. e fer. 10h/16h, fecha seg.)
Coisas de Minas
Barriga de porco assada no bafo acompanhada de mandioca especial envolvida no brócolis ninja, linguiça de petisco defumada, pimenta biquinho, embriagada no molho nobre (R$ 22,90)

Agosto Butiquim
Rua Esmeralda, 298, Prado. Telefone: 3337-6825. Horário: 17h/0h (fecha dom. e seg.)
Parada 298 - O melhor pão com linguiça da cidade
Dueto de linguiças com maxixe, mini pão e dedos de mandioca frita, acompanhados por trio de molhos (R$ 22,90)

Ali Ba Bar
Rua Matias Cardoso, 345, Santo Agostinho. Telefone: 3337-9114. Horário: 11h/0h (fecha dom.)
Combinado Mineiro
Dupla de bolinhos acompanhada de panceta e Tapioca mineira (R$ 22,90)

Armazém do Árabe
Rua Luz, 230, Serra. Telefone: 3223-1410. Horário: 17h/0h (fecha dom.)
Dibabá
Bolinho de carne recheado com linguiça, quibe de mandioca acompanhado de salada espanhola de cebola com azeitona (R$ 22,90)

Autentico's Bar
Av. Professor Mário Werneck, 895, Estoril. Telefone: 3378-3215. Horário: 17h/0h (sáb. 14h/22h; Fecha dom.)
Tentaçõe's
Linguiça de porco caseira, mandioca cozida especial, cebolinhas empanadas e molho de alho (R$ 22,90)

Bar da Cida
Rua Numa Nogueira, 287, Floramar. Telefone: 3434-8715. Horário: 17h/0h (sáb. e dom. a partir de 13h; fecha seg. e ter.)
Dona Língua e seus bolinhos
Língua de boi acompanhada de bolinhos de mandioca (R$ 22,90)

Bar da Claudinha
Rua Joaquim Nabuco, 128, Nova Suiça. Telefone: 2515-4768. Horário: 17h/0h (sáb. 16h/0h; dom. 11h/21h; fecha seg.)
Prazeres de Minas
Linguiça ao molho tropical, guarnecido de mandioca em manteiga composta e salsa criolla (R$ 22,90)

Bar da Lora
Av. Augusto de Lima, 744/Lj 115 (Mercado Central/Entrada Sta. Catarina), Centro. Telefone: 3274-9409. Horário: 9h/18h (dom. e feriados até 13h)
Versões da Lora
Molho, mandioca, linguiça, angú, carne de panela e conserva de jiló. (R$ 22,90)

Bar de Minas
Rua São Domingos, 171, Barreiro. Telefone: 3381-8576. Horário: 17h/0h (sáb. 12h/23h., fecha dom. e fer.)
Trilinguí com Mandiotô
Bolinho de linguiça toscana, enrolado de frango com linguiça calabresa, enrolado de carne com linguiça de porco, mandioca assada com queijo parmesão, torresmo, acompanhados de molho de mandioca. (R$ 22,90)

Bar do Antônio (Pé-de-Cana)
Rua Flórida, 15, Sion. Telefone:3221-2099. Horário:11h/1h (dom. até 18h).
Riquezas de Minas
Bolinho de mandioca recheado com ragú de linguiça, coxinha da asa picante, linguiça ao molho (R$ 22,90)

Bar do Dedinho
Av. Deputado Anuar Menhen, 231, Santa Amélia. Telefone: 3047-1012. Horário: 17h30/0h (sex. 17h30/0h, sáb. 13h/1h e dom. 13h/23h30)
Trem das Cinco
Linguiça de vitelo ao molho de mostarda com mel, torresmo de barriga, bolinho de mandioca recheado com linguiça e queijo, palitos de queijo empanados e purê de mandioca (R$ 22,90)

Bar do Doca
Rua Cuiabá, 960, Prado. Telefone:3291-6594. Horário:17h/0h (sáb. 14h/0h; fecha dom.)
Costela exibida e suas Empadocas
Costela de boi com empada de mandioca recheada com linguiça (R$ 22,90)

Bar do Júnior
Rua Ouro Fino, 452. Ljs.07 e 08 - Mercado do Cruzeiro, Cruzeiro. Telefone: 3223-5822. Horário: 9h/21h (dom. até as 15h)
Mandiocada na costela do leitão
Linguiça artesanal de costela de leitão acompanha molho com maionese e mandioca cozida (R$ 22,90)

Bar do Rei
Rua Aladim Correia de Faria, 985, Barreiro. Telefone:3381-0125. Horário:17h/0h. (sáb. a partir das 12h; fecha dom. e seg.)
Quitanda Di Buteco
Rosquinha de carne moída com mandioca e rosquinha de frango com calabresa acompanha molho picante (R$ 22,90)

Bar do Tonho
Rua Demétrio Ribeiro, 50, Vera Cruz. Telefone: 3483-7560. Horário: 17h/23h30 (sáb. 15h/22h, dom. 14h/21h, fecha seg.)
Mandioca na ponta da Língua
Língua de Boi, recheada com bacon e cenoura vermelha ao molho. Acompanha creme de mandioca (R$ 22,90)

Bar do Véio
Rua Itaguaí, 40, Caiçara. Telefone:3415-8455. Horário:17h/0h (sáb. 11h/1h; dom. e feriados 11h/19h)
Tropa Mineira
Linguiça de arroz carreteiro com croquete de mandioca (R$ 22,90)

Bar do Zezé
Rua Pinheiro Chagas, 406, Barreiro de Baixo. Telefone:3384-2444. Horário:17h/0h (sáb. e feriados, 12h/21h; fecha dom.)
Velho Barreiro
Tutu com linguiça e pernil, ovo de codorna, torresmo e couve. (R$ 22,90)

Bar Dona Suica
Av. João Samaha, 390-A, São João Batista. Telefone: 3457-4156. Horário: 17h/0h (dom. 11h/22h)
Lombo amarradinho com Maria Gondó
Lombinho recheado com linguiça caseira e acompanhado com farofa de maria gondó (R$ 22,90)

Bar Temático
Rua Perite, 187, Santa Tereza. Telefone:3481-4646. Horário:17h/0h (sáb. a partir das 10h30; dom. e feriados 10h30/18h; fecha seg.)
Desarrumadinho
Linguiça, macaxeira rosa, farofa de feijão de corda (R$ 22,90)

Barbazul
Av. Getúlio Vargas, 216, Funcionários. Telefone:2535-3527. Horário:8h/0h (fecha dom.)
Foi na língua agora é na linguiça
Linguiça ao molho de mel com gergelin acompanha brochetes de medalhão (R$ 22,90)

Barção Moreira
Rua Mombaça, 493, São Gabriel. Telefone: 3493-2078. Horário: 17h/0h (sáb. 11h/0h, dom. 11h/22h; fecha seg.)
Rumo à Copa
Entremeadas de porco defumado acompanhado de empanado e linguiça caseira com mandioca ao molho especial da casa. (R$ 22,90)

Bartiquim
Rua Silvianópolis, 74, Santa Tereza. Telefone:3466-8263 e 9654-5433. Horário:16h30/0h (sáb. 11h/22h; dom. e feriados, 11h/18h; fecha seg.)
Alegria das Muié
Lagartinho de panela com mandioca cozida. (R$ 22,90)

Café Bahia
Rua Tupis, 369, Centro. Telefone:3274-4530. Horário:6h/0h (fecha dom.)
Combinado não sai Caro
Linguiça de pernil com provolone flambada, torresmo de barriga, medalhão de quiabo e mandioca foguinho, acompanha molho de mostarda da casa (R$ 22,90)

Café Palhares
Rua dos Tupinambás, 638, Centro. Telefone:3201-1841. Horário:7h/23h (sáb. até 22h; fecha dom.)
Prata da Casa
Linguiça artesanal do Palhares, servida com chucrute brasileiro e batatas cozidas. Acompanha mostarda clara e escura (R$ 22,90)

Cantina da Ana
Av. Silviano Brandão, 2109, Sagrada Família. Telefone:3463-6991. Horário:11h/14h30 e 18h/23h (seg. só almoço; sex. jantar até 0h; sáb. sem intervalo 11h/0h; fecha dom.)
Trem da Alegria
Linguiça de pernil recehada com azeitona, lingüiça de lombo recheada com pimenta biquinho, torresmo de barriga. Acompanha purê de mandioca e molho de mostarda com laranja e mel (R$ 22,90)

Carlão Rei do Churrasco
Rua Dom Joaquim Silvério, 859A, Coração Eucarístico. Telefone:3375-9014. Horário: 17h/0h (sáb. a partir das 12h; dom. e feriados 12h/18h; fecha seg.)
Lua de Mel
Mandioca frita coberta com creme de requeijão, linguiça assada na brasa, ovos de codorna, cebola em flor e molho especial (R$ 22,90)

Casa Velha
Rua Além Paraiba, 400, Lagoinha. Telefone:2551-1953. Horário:17h/23h (sex. até 0h; sáb. 15h/0h; fecha dom. e seg.)
Os três mosqueteiros e suas fiéis manteigas
Medalhão de linguiça de vinho com gengibre e pimenta rosa, cupim acebolado, polenta de mandioca, manteiga de alho, ervas e pimentão vermelho (R$ 22,90)

Cervejaria Seu Romão
Rua São Romão, 192, Santo Antônio. Telefone:3786-4929. Horário:17h/1h (sex. até 1h; sáb. 12h/0h; dom. 12h/22h)
Linguiça à 7 chaves difamada na cachaça
Linguiça de carne de sol suína, bolinho de mandioca recheado e costelinha (R$ 22,90)

Curin Bar
Rua dos Astecas (Érico Veríssimo), 2722, Santa Mônica. Telefone:3452-7101 e 9342-7084. Horário:16h/0h (fecha dom. e seg.)
Caracossol
Carne de sol encaracolada na linguiça acompanha molho com maionese e creme de abacaxi apimentado (R$ 22,90)

Escritório da Cerveja
Av. General Olímpio Mourão Filho, 800, Planalto. Telefone:3491-2258. Horário:17h30/0h (sáb. a partir das 13h30; dom. 13h30/22h)
Costela do Chefe
Costela de porco no bafo com abacaxi e molho agridoce acompanhado de mandioca (R$ 22,90)

Estabelecimento Bar
Rua Monte Alegre, 160, Serra. Telefone:9666-1569. Horário:18h/1h (sáb. a partir das 12h; fecha dom. e seg.)
Linguinhoca de Panela
Mix de linguiças cozidas em vinho, cebola, polpa de tomate e pimenta servida com mandioca cozida, refogada em manteiga de garrafa, maionese, açafrão e ervas finas (R$ 22,90)

Família Paulista
Rua Luther King, 242/Lj 9, Cidade Nova.
R&R
Ragú de linguiça com mandioca rosti (R$ 22,90)

Gabiroba Butiquim
Av. Padre Vieira, 319, Minas Brasil. Telefone: 3413-2927. Horário: 17h/0h (sáb. e dom. 14h/0h)
Komi - keto
Linguiça de pernil defumada e empanada acompanhada com molho de laranja, mandioca cozida puxada na manteiga de garrafa com carne cozida no molho de vinho (R$ 22,90)

Geraldim da Cida
Rua Contria, 1.459, Grajaú. Telefone:3334-9355. Horário:16h/24h (sáb. e dom. 10h/23h)
Dona Flor e seus dois Maridos
Pernil ao molho de salsão, alho poró, tomate, ervas. Carne de sol no azeite e mandioca cozida no alho e molho de maçã (R$ 22,90)

João da Carne
Rua Sabinópolis, 172, Carlos Prates. Telefone:3462-4899. Horário:17h30/0h (sáb. a partir das 12h; dom. 12h/20h; fecha seg.)
Sonho de Noiva
Linguiça de carne de sol recheada com queijo coalho e lingüiça de pernil, mandioca cozida no açafrão com creme de cebola, geléia e pimenta biquinho (R$ 20,90)

Köbes
Rua Prof. Raimundo Nonato, 31A, Horto. Telefone:3467-6661. Horário:18h/0h (sáb. a partir das 12h; dom. e feriados 12h/17h; fecha seg.)
Frente e Verso
Queijocas cervejeiros, rolinhos de linguiça artesanal com queijo e molho da Wowa (R$ 22,90)

Koqueiro's Bar
Av. Silviano Brandão, 1293, Sagrada Família. Telefone: 8749-5372. Horário 18h/0h (sáb. 13h/0h, dom. 13h/18h, fecha seg.)
Tudo junto e misturado
Bolinho de mandioca recheado com mini jiló, bolinhas de linguiça empanada na farinha de mandioca acompanhado de dois molhos (R$ 22,90)

Mulão
Rua Marambaia, 291, Caiçara. Telefone:3412-6505. Horário:17h/1h (sáb. e feriados 11h/21h; fecha dom.)
Caipira Atolado
Linguiça de porco caipira com mandioca cozida passada na chapa na manteiga (R$ 22,90)

O Pulo do Gato
Rua Outono, 523, Cruzeiro. Telefone:3282-6751. Horário:11h/2h (sex. e sáb. até 2h; seg. 11h/15h; fecha dom.)
Jeca Ragu
Ragu de linguiça a moda toscana na cama de polenta branca, envolvida em uma fogueira junina feita com palitos mandioca, gratinada com queijo (R$ 22,90)

Patorroco
Rua Turquesa, 865, Prado. Telefone: 3372-6293. Horário:17h/0h (sáb. 12h/23h; fecha dom.)
Koninguiça
Descrição do prato: Mini cones com ragú de linguiça calabresa e molho de gorgonzola (R$ 22,90)

Pé de Goiaba
Rua Alpes, 507, Nova Suíssa. Telefone:9971-3906. Horário:17h/0h (sáb. a partir das 16h; fecha dom.)
Bombom Mineiro
Bombomzinho de linguiça caramelizada com conserva da casa (R$ 22,90)

Peixe Frito
Rua Juiz de Fora, 1242, Santo Agostinho. Telefone:3291-1046. Horário:18h/0h (sáb. a partir das 12h; dom. e feriados 12h/18h)
Trilha Mineira
Bolinho de mandioca, torresminho de peixe e linguiça aperetivo, acompanha molho de limão e molho picante (R$ 22,90)

Recanto da Macaca
Rua Guerra Junqueiro, 72, Santa Branca. Telefone:3495-4928. Horário:16h/0h (sáb. 12h/0h; dom. 12h/20h)
MACACAxeira da Sorte
Dadinhos de macaxeira com ragú de linguica e molho especial (R$ 22,90)

Tanganica Art Bar
Rua Padre Demerval Gomes, 380, Coração Euscarístico. Telefone: 3376-7047. Horário: 10h/0h (sáb. 12h/0h, fecha dom.)
Donna Angélica
Bolinhas de mandioca recheadas com queijo, acompanhadas de lingüiça de porco e guarnecidas com molho de mexerica (R$ 22,00)

Zoo Bar
Av. Otacílio Negrão de Lima, 7844, Pampulha. Telefone:3491-7455. Horário:10h/23h30 (dom. 10h/18h30; fecha seg.)
Trem Bão, Sô!
Palitos de mandioca acompanhado de trio de linguiça (tradicional, picante e frango com povolone) acompanha molhos especiais da casa (R$ 22,90)

Fonte: Veja BH 

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Arena da Carne Butiquim - 06/04/2013


O bar é uma novidade na Pampulha, e foi aberto há pouco mais de dois meses. Fica ao lado de uma unidade da pizzaria Mangabeiras, e pouco à frente do Bar do Dedinho, em avenida que, a exemplo da Fleming e da Guarapari, vem mostrando vocação gastro-etílica.

De interior diminuto, mas com muitas mesas na “varanda”, e outras mais no passeio, deixa claro que faz o estilo boteco. Para quebrar o ambiente, até então "limpo", as paredes que ladeiam o caminho para os banheiros receberam alguma decoração recentemente. E já que falamos dos banheiros, a existência de sanitário exclusivo para deficientes físicos é algo que merece ser destacado.

Dentre os três ambientes, o que escolhemos foi o intermediário, onde são dispostas televisões com jogos de futebol ou DVD’s musicais. Nele pudemos bebericar algumas garrafas de Original, sempre geladas e ao bom preço de R$ 6,00 cada.

Para petiscar, as carnes na brasa são o ponto forte, mas há também porções, como a tilápia a dorê (R$ 29,90). Demos início pelos pães de alho e azeitona (R$ 5,00), sendo o primeiro melhor que o segundo. Na sequência, pedimos bife de chorizo (R$ 5,90 cada 100 gramas), que estava indisponível e nos obrigou a uma segunda escolha. Optamos então por 400 gramas do bife ancho Uruguai, que custa R$ 7,50 cada 100 gramas, mas cujo ponto mal passado não foi atendido.

Falando do atendimento, alguns dos garçons ainda não estão completamente inteirados do cardápio, mas o churrasqueiro foi à mesa explicar o molho que acompanha as carnes. Preparado com shoyu e alho, é ligeiramente salgado, e foi pouco aproveitado pela mesa.

Quando saímos, a maior parte das mesas estava ocupada, o que demonstra a precoce formação de clientela. Em breve voltarei para experimentar a kafta recheada, prato bem recomendado pelo Gê Majella, que foi quem me apresentou o boteco.


Notas:

Ambiente: 4
Atendimento: 2
Bebida: 4
Comida (peso 2): 3
Custo-benefício: 3

Média final: 3 estrelas


Arena da Carne Butiquim
Av. Deputado Anuar Menhem, 360 - Santa Branca - Belo Horizonte - MG
Tel: 3643-8852
Pagamento: cartão de crédito ou débito
Preço por pessoa: R$ 45,00*

*Consumo individual, em rateio ou não, de uma porção para dois, ou duas porções para um, de preço médio, acrescida(s) de duas bebidas, serviço e couvert/entrada, quando houver. As bebidas podem ser duas cervejas, de 600 ml, ou dois drinks, ou duas doses de cachaça, dependendo da especialidade do bar.